ARQUIVO E BIBLIOTECA CARMEN JORDÃO

Desde o início da vida associativa da A.B.E., seus fundadores demonstraram permanente preocupação com a Biblioteca e o Arquivo, como instrumentos de preservação de um movimento educacional privado, destinado a conscientizar governo e sociedade do valor de uma educação autenticamente democrática.

Seu rico acervo, obra restaurada e organizada por uma competente e abnegada "abeana ", a professora Arlette Pinto de Oliveira e Silva que dedicou cerca de 04 décadas de sua vida, a esse verdadeiro "apostolado".

Clique aqui e veja o parecer do Conselho Nacional de Arquivos - CONARQ, órgao colediado, vinculado do Arquivo Nacional do Ministério da Justiça que declarou de interesse público e social o acervo sob a guarda da Associação Brasileira de Educação.